24/ 12

Queda no preço do petróleo pode prejudicar a volta do etanol

A redução do valor do petróleo pode ser um obstáculo para os incentivos governamentais ao consumo de etanol. Medidas como o retorno da Contribuição de Intervenção sob o Domínio (Cide) e o aumento na porcentagem de etanol na mistura da gasolina prometiam beneficiar o setor sucroalcooleiro e estimular o consumidor a dar preferência ao combustível renovável. A redução no preço do petróleo pode tornar essas medidas insuficientes, mas o cenário ainda é incerto. Segundo Plínio Nastari, consultor especializado em açúcar e etanol, a definição dos preços dos combustíveis dependerá do posicionamento do Governo Federal, que pode decidir por manter o valor da gasolina e assim aumentar a geração de recursos pela Petrobras.

Fonte: Jornal Hoje em Dia

Comentários Notícia

24/ 12

Segurança das instalações elétricas

materiaespecial_seguranca eletrica

Uma medida essencial para garantir a segurança dos colaboradores e estabelecimentos é seguir corretamente as regras com relação às instalações elétricas. Qualquer instalação elétrica no posto revendedor e nas áreas próximas devem seguir normas técnicas especificas para os equipamentos elétricos.

“Todo equipamento e fiação deve ser a prova de explosão, deve ter um isolamento que evita que reações de eletricidade ocorram na parte externa e gerem faíscas”, explica Rogério Dias, supervisor de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da ALE. Segundo ele, esses equipamentos devem estar de acordo com a NR-10, que estabelece padrões seguros e confiáveis para instalações elétricas, considerando também o ambiente do posto de abastecimento e os gases provenientes dos produtos existentes. A regra também aponta que o eletricista é o profissional qualificado e autorizado a realizar manutenção nas instalações elétricas. “Esse profissional irá assegurar que não tenham fios expostos ou instalações que possam oferecer riscos de incêndios, curto circuito e instalações inadequadas, garantindo assim os níveis de segurança mínimos no posto revendedor”, explica o supervisor.

Além dos cuidados para evitar acidentes, os revendedores de combustíveis também devem estar atentos às medidas de emergência. “Os postos devem seguir as recomendações da NR-20, norma que estabelece regras de prevenção e determina planos de controle de emergência, apontando os recursos necessários para minimizar os danos”, comenta Rogério. A legislação também estabelece a obrigatoriedade do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), que fiscaliza as condições de segurança contra incêndio e pânico. “O AVCB tem um prazo de validade limitado e exige vistorias periódicas para a renovação da autorização, o que garante a manutenção em dia dos equipamentos de segurança dos locais, entre eles hidrantes, extintores e mangueiras”, explica o supervisor.

Em caso de acidente, os funcionários do posto devem contatar o Corpo de Bombeiros imediatamente pelo 193. Para mais informações sobre as medidas de segurança preventivas, o revendedor ALE pode solicitar mais informações pela central de atendimento FALE, pelo 0800 2815000 ou pelo site www.ale.com.br.

Comentários Matérias Especiais

23/ 12

Ajuste do ICMS sobre combustíveis prevê aumento no preço da gasolina

As mudanças na incidência do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) aprovadas no dia 15 de dezembro podem levar a uma alta estimada de R$ 0,06 no preço da gasolina. O objetivo da medida é estimular a produção e o consumo de etanol em Minas Gerais, cuja taxa de imposto caiu de 19% para 14%. Como forma de compensar a arrecadação, o ICMS sobre a gasolina subiu de 27% para 29%, sinalizando o aumento no valor do combustível. Segundo Carlos Guimarães, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais, ainda é cedo para afirmar se a medida irá mudar a preferência do consumidor, devido à regulação de preços pela movimentação do próprio mercado.

Fonte: Jornal O Tempo

Comentários desativados Notícia

19/ 12

Redução do ICMS do etanol beneficia produtores em Minas Gerais

No dia 15 de dezembro, a Assembleia Legislativa aprovou a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) sobre o etanol hidratado de 19% para 14%. A medida entra em vigor em março de 2015 e tornará o preço do etanol mais competitivo com relação à gasolina, incentivando a preferência do consumidor pelo combustível renovável. A previsão é que o consumo de etanol dobre no próximo ano em decorrência desse incentivo, beneficiando o setor sucroalcooleiro regional.

Fonte: Diário do Comércio

Comentários Notícia

18/ 12

Melhor gestão para as lojas de conveniência Entreposto

cabecalho_melhor gestao

Com quatro edições realizadas em 2014, o workshop Loja de Conveniência Entreposto da Academia Corporativa ALE foi desenvolvido em parceria com a empresa de consultoria em gestão de atendimento e serviços, Ponto de Referência. O objetivo é auxiliar os empresários licenciados para operar as lojas Entreposto a alcançar melhores resultados em vendas, fidelização de clientes e lucratividade.

A coordenadora de treinamento da Academia Corporativa da ALE, Karen Louise Rodrigues, explica que esse workshop é uma iniciativa importante, pois supriu uma necessidade identificada por meio do crescimento das lojas. Proferido pelo consultor Fred Alecrim, o programa tem como conteúdo tendências de mercado, habilidades e conhecimento em gestão de lojas, qualidade do atendimento, cadastro e gestão de produtos/estoque, gestão de categoria e financeira, promoções, motivação da equipe, além das diferenças entre o negócio conveniência e os postos. “Muitos revendedores operam tudo junto, mas há peculiaridades que devem ser observadas”, enfatiza Karen.

No primeiro ano, o workshop contemplou as praças onde há maior concentração de lojas: São Paulo, Campinas, Natal e Florianópolis. Para 2015, a Academia Corporativa da ALE pretende expandir a oferta do curso para outros estados. Os interessados podem entrar em contato com o gerente comercial da sua região ou enviar e-mail para academia.corporativa@ale.com.br.

Comentários Academia Corporativa

17/ 12

Revendas ALE investem em ações especiais para o Natal

materiaespecial_natal

Nova no negócio de revenda de combustíveis, mas experiente na atividade comercial, Sinara Rossi Vilela inaugurou o Auto Posto São José há menos de três meses, na cidade de Boa Esperança, no Sul de Minas. Para aumentar a divulgação, ela aproveitou as festas de fim de ano e decorou o posto com estrelas, festão, bichinhos, boneco de neve, Papai Noel inflável e árvore de pirulitos, que são distribuídos para clientes e também para as crianças.

Algumas peças foram feitas pela revendedora, que já comemora o bom resultado nas vendas. “As crianças chamam os pais para virem ao posto e uma coisa leva a outra. Eles abastecem, gostam do atendimento e acabam voltando”, ressalta. Para 2015, Sinara pretende continuar decorando o posto em outras datas comemorativas, para cativar ainda mais a clientela da cidade.

DSC_3980

Auto Posto São José, na cidade de Boa Esperança, Sul de Minas

Proprietário do Posto Boas Novas de Combustíveis, Luiz Gonzaga Filho distribui panetones para os clientes desde dezembro de 2000, seu primeiro Natal à frente do negócio. A revenda, que aderiu à bandeira da ALE no ano passado, fica em Belo Oriente (MG), na região do Vale do Rio Doce e vai comemorar, em janeiro, 15 anos de atividade.

Para este ano já foram encomendados 1500 panetones, que serão distribuídos entre os dias 20 e 25 de dezembro. Para não deixar ninguém de fora, ele faz uma lista dos clientes que não receberam o brinde nessa data para uma nova remessa. “Tradicionalmente, as vendas de dezembro estão entre as maiores do ano. Com a bandeira da ALE, meu faturamento aumentou em 25%. Mas, em datas festivas como é o caso do Natal, investir em brindes para clientes é sempre muito importante para fortalecer a nossa presença”, considera.

belo_oriente6_21_01

Posto Boas Novas de Combustíveis, em em Belo Oriente – MG

 

1 comentário Matérias Especiais

15/ 12

Gasolina terá 27,5% de etanol a partir de fevereiro

O Governo Federal planeja elevar a participação do etanol anidro na mistura de gasolina de 25% para 27,5% em fevereiro. A medida elevará o consumo em 1 bilhão de litros de etanol por ano, aliviando as crises nas usinas de cana. Com a medida, o governo reduzirá a necessidade de importação de gasolina.

Fonte: O Globo (RJ)

Comentários Notícia
Página 1 de 11012345...102030...Última »