24/ 03

Quer ver sua foto no Instagram da Ale?

A nova ação de bônus do Clube ALE vai despertar o dom artísticos nos revendedores ALE e equipe dos postos. Todo mês, todos serão convidados a compartilhar fotos de momentos incríveis com seus veículos em troca de muitos REALES! Essa ação tem como objetivo valorizar momentos simples da vida e muito especiais!

Ao enviar a foto, o participante ganha 500 REALES. Caso a foto enviada seja selecionada para ser publicada no Instagram da ALE, o participante ganha 15 MIL REALES. A ação ainda terá um bônus extra: ao final de cada mês será sorteado 5 mil REALES entre os participantes.

O tema deste mês de março é: Nos Caminhos #ComVoce.

Revendedores e equipe dos postos têm até o dia 27/03 para enviar a foto clicando aqui.

Comentários Ação de Bônus Clube ALE Grandes Emoções Marketing Pequenos Momentos Posto ALE REALES Vantagens de ser um revendedor ALE

22/ 03

Últimas semanas para preencher o RAPP, documento exigido pelo Ibama

Todos os postos de serviços devem cadastrar suas atividades no Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e de Recursos Naturais Renováveis). Para isso, é necessário realizar o Cadastro Técnico Federal (CTF) no site do órgão ambiental, o pagamento da Taxa  de  Controle  e  Fiscalização  Ambiental (TCFA), que é trimestral, e preencher o Relatório Anual de Atividades Potencialmente Poluidoras e Utilizadoras de Recursos Ambientais (RAPP).

O prazo para preenchimento do RAPP, documento obrigatório pelo Ibama, é até o dia 31 de março. Não deixe para última hora! Comece hoje a apurar as informações que você vai precisar para preencher o relatório, como dados ambientais, financeiras e operacionais. Será necessário apresentar o volume de resíduos gerados, matérias-primas consumidas e faturamento do ano anterior, entre outros itens. Programe-se para acessar o sistema com antecedência e evitar surpresas desagradáveis!

Evite surpresas desagradáveis

O descumprimento das obrigações acima poderá ocasionar  diferentes  consequências negativas à revenda, tanto administrativas como judiciais. A ausência de CTF gera ao empreendedor multa administrativa, podendo variar entre R$ 50,00 e R$ 9.000,00, conforme o porte da empresa. O não pagamento da TCFA pode acarretar juros e multa sobre o valor devido, além da execução fiscal na via judicial. A Fazenda Federal tem enviado a dívida ativa para protesto no cartório de registro de títulos e documentos.

Se o RAPP  não  for  enviado  ou  for  elaborado  de  forma  errada,  o  empreendedor  estará  sujeito à sanções administrativas e penais. As multas variam entre R$ 1.000,00 e R$ 1.000.000,00, dependendo da conduta da empresa e de seu histórico no cumprimento das normas ambientais. Na esfera criminal, a Polícia Federal tem investigado a não apresentação do RAPP/CTF ou sua inconsistência nas informações, pois a Lei prevê pena de um a seis anos.

Sobre o RAPP

O Relatório de Atividades Potencialmente Poluidoras e Utilizadoras de Recursos Ambientais (RAPP) é um documento exigido pelo IBAMA previsto na lei 6.938/81, considerada como uma das leis mais importantes em matéria ambiental. Este Relatório permite a coleta de informações de interesse ambiental com objetivo de colaborar com os procedimentos de controle e fiscalização ambiental, além de subsidiar ações de gestão ambiental.

Acesse aqui o link para começar a preencher.

1 comentário Comunicado Destaques Em dia com a lei Meio Ambiente Negócios Posto ALE Sustentabilidade

21/ 03

Auto Posto Solidez, Melhor Posto da ALE em 2016, comemora a conquista e reforma

Após ganhar como o Melhor Posto de Janeiro de 2016 e estar entre os melhores desse ano por quatro vezes, o Auto Posto Solidez, da Rede Kurujão, localizado em Goiânia (GO), foi reconhecido como o Melhor Posto da ALE de 2016 pelo empenho e dedicação ao longo do ano.

Como premiação do Clube ALE, o posto recebeu um milhão de REALES, sendo 500 mil para a equipe cadastrada e a outra metade para o posto, além do prêmio mais cobiçado por todos os postos da rede, que é a visita do Esquadrão Clube ALE.

Posto de cara nova

A equipe de profissionais que forma o esquadrão (Comercial, Engenharia, Marketing e Lubrificantes) visitou o posto e levantou várias melhorias para deixar o local de cara nova ainda melhor para os seus consumidores. A reforma contemplou a pintura das bombas, testeira e sinalização, reforma da placa de preço, entre outros itens. Ela foi entregue no último dia 17 de março, sexta-feira, em um evento que contou com distribuição de brindes, cachorro quente, churros, pipoca e picolé, para os consumidores finais.

Confira as fotos abaixo:

IMG_8663

ANTES – Pintura da pista

 

_MG_1848

DEPOIS – Pintura da pista

 

IMG_8630

ANTES – Reforma troca de óleo

 

_MG_1767

DEPOIS – Reforma troca de óleo

 

IMG_8657

ANTES – Limpeza testeira

 

_MG_1775

DEPOIS – Limpeza testeira

 

IMG_8660

ANTES – Reforma da troca de óleo

 

_MG_1761

DEPOIS – Reforma da troca de óleo

Mais fotos:

_MG_1730

_MG_1841

_MG_1790

_MG_1609

_MG_1661

Comentários Atendimento Clube ALE Esquadrão Clube ALE Havoline Homenagem Marketing Melhor do Ano Melhor Posto Negócios Posto ALE Qualidade Vantagens de ser um revendedor ALE

17/ 03

Ônibus Escola tem 99% de satisfação nos treinamentos!

Confira abaixo os números impressionantes do Ônibus Escola referentes ao meses de janeiro e fevereiro deste ano. Caso tenha interesse em contratar os treinamentos, favor entrar em contato com o seu gerente comercial.

News_Onibus_Escola

 

Comentários Academia Corporativa Capacitação Destaques Notícia Ônibus-Escola Vantagens de ser um revendedor ALE

16/ 03

ALE apoia encontro de revendedores de combustíveis e lojas de conveniência em Santa Catarina

A ALE é uma das apoiadoras do Sindicom (Sindicado Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes) na realização do Encontro de Revendedores de Combustíveis e Lojas de Conveniência na cidade de Gaspar, em Santa Catarina. O evento será realizado, de 17 a 19 de março, no Fazzenda Park Hotel.

O encontro tem o intuito de disseminar informações do setor, por meio de palestras e conversas. Representantes da ALE estarão presentes com o objetivo de ampliar a relação entre a equipe comercial e os diversos públicos de Santa Catarina, onde a companhia mantém uma rede de cerca de 150 postos.

A abertura oficial do evento será feita, às 19h30, pelo presidente da Fecombustíveis (Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes), Paulo Miranda. Na sequência, haverá a palestra “Inovação: Um conceito para crescer ou sobreviver?”, ministrada por Ronaldo Leite, sócio-diretor da Formulahum Indústria Alimentícia. A noite será encerrada com o jantar “Noite Alemã”.

No sábado, dia 18, as atividades serão iniciadas com um painel de debates e haverá, em seguida, uma palestra do Inmetro com o tema “Instruções operacionais da verificação periódica de bombas medidoras de combustíveis”. A apresentação será feita pelo presidente do órgão, João Carlos Hercker, pelo diretor de Metrologia Legal, Hercílio Bez, e pelo inspetor de Metrologia, Hazael da Costa. No dia 19, último do encontro, os participantes terão o dia livre para degustar chopes, petiscos e um almoço como encerramento das atividades.

Comentários Eventos Notícia

15/ 03

Placa obrigatória para os postos de combustíveis de Porto Alegre, no RS

Os postos de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, devem afixar em local de visibilidade uma placa para divulgação do licenciamento ambiental. A medida é da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), órgão responsável pelo licenciamento ambiental na cidade. O modelo da placa está disponível no site:  www.fepam.rs.gov.br.

De acordo com o órgão, a placa deverá ser mantida durante todo o período de vigência da licença. O descumprimento desta exigência está sujeito à multa.

Abaixo, modelo de placa para ser fixada nos postos ALE de Porto Alegre:

Placa_FEPAM

Comentários Comunicado Em dia com a lei Meio Ambiente Notícia

13/ 03

Atenção: documentos obrigatórios para liberação dos carregamentos nas bases da ALE Combustíveis no Estado do Rio de Janeiro

Transportadores contratados e próprios dos clientes deverão apresentar documentos que são obrigatórios para a liberação do carregamento de combustível nas bases da ALE, localizadas no Estado do Rio de Janeiro. Essa medida visa cumprir a Lei Estadual nº 7.516, em vigor desde o dia 14 de fevereiro, que obriga as distribuidoras de combustíveis localizadas no RJ a exigirem documento comprobatório de regularidade das obrigações fiscais e acessórias, além das licenças ambientais pertinentes, no ato do carregamento e abastecimento dos veículos de transporte de cargas.

De acordo com a nova Lei, caso seja detectado o descumprimento de obrigações fiscais por parte dos transportadores, as distribuidoras deverão recusar o fornecimento, bem como notificar o órgão estadual competente para aplicação das sanções cabíveis. Caso a distribuidora descumpra as obrigações trazidas pela Lei Estadual nº 7.516, ela estará sujeita às seguintes penalidades: I – Pagamento do ICMS correspondente à operação; e II – Multa de 30.000,00 (Trinta mil) UFIR-RJ por veículo, que correspondem hoje a R$ 95.997,00. Em caso de descumprimento reiterado, será aberto procedimento administrativo para a cassação da eficácia da inscrição no cadastro do contribuinte do ICMS.

Documentos obrigatórios

Portanto, antes da liberação dos carregamentos, além da licença ambiental, a ALE terá que exigir dos transportadores os seguintes documentos de comprovação de regularidade fiscal e acessória: 

Transportador contratado pelo cliente

  • Nota Fiscal de Serviço de Transporte – Para os casos de transporte dentro da cidade de Duque de Caxias;
  • O Conhecimento de Transportes (CT-e) – Para transporte entre os municípios do RJ e para fora do Estado;
  • O Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e) – Também chamado de Manifesto de Carga, tem como finalidade rastrear a circulação física da mercadoria, sendo exigido para cargas com mais de uma NF-e, apenas nas operações interestaduais;
  • Guia de recolhimento antecipado do ICMS – Para o caso de operação em que o transportador não é inscrito no Estado do Rio de Janeiro.

Transporte do próprio cliente

  • Não se aplica a exigência dos documentos de comprovação de regularidade fiscal e acessória acima relacionados desde que o caminhão seja próprio, ou seja, os dados do caminhão sejam exatamente iguais aos dados cadastrais do cliente para o qual a NF será faturada ou o cliente possua contrato de arrendamento do veículo.

Para mais informações sobre a Lei Estadual nº 7.516, clique aqui.

Comentários Comunicado Destaques Em dia com a lei
Página 1 de 19012345...102030...Última »